29 de março de 2017

Tosa Bebê da Endy

E aí, tudo bem com vocês?

Acho que quem me acompanha por aqui ou em outras redes sociais sabe que ganhei do marido no ano passada a minha ShitZu, Endy. Não canso de mostrar essa minha fofura nas redes sociais e quanto ela faz bem pra mim, estou a cada dia mais apaixonada, não só por ter um animal de estimação, mas porque me dei muito bem com essa raça linda que é ShitZu. E hoje venho compartilhar com vocês a nova tosa dela, a Tosa Bebê, vocês conhecem? Vamos lá!

Essa é a Endy sem a tosa, com a pelagem grande. Não dá pra ver direitinho, pois ela é muito difícil pra tirar foto em pé, a gente chega perto dela e ela deita querendo carinho. rsrs

Apesar de ser apaixonada pela pelagem dela, mas devido algumas situações resolvi fazer essa tosa. Tomei essa decisão porque os pelos dela embolam demais, pra que isso não ocorra é importante escovar o pelo diariamente, também suja muito, pois como ela ainda não aprendeu a fazer xixi certinho, ela sujava muito as patinhas e com isso o pelo ficava com cheiro ruim e amarelado, e claro por que tem dias que ficam tão quentes que fico com pena da minha pequena. Com os pelos tosados fica bem mais fácil escovar e ela adora ser escovada.

A Tosa bebê nada mais é que a pelagem curta e leve, ela pode ser feita com tesoura ou máquina. Você escolhe o comprimento dos pelos e o penteado na área da cabeça, que deixa o cãozinho com cara de ursinho, eu amei essa tosa. Como disse, a tosa bebê depende do dono, ele escolhe o comprimento. eu escolhi um pouco curto no corpo e a cabeça com um corte chanel, com a franja presa, que acho que fica uma fofura.

E vocês, o que acharam da minha filhota canina?

2 comentários
Postado por: Nique
tags: .
28 de março de 2017

Dicas para construir uma casa container

E aí, tudo bem com vocês? Desculpe pelo atraso do post de hoje, tive um imprevisto, mas está aí. Um post super legal sobre uma dica para construir um casa container. Acho super bacana e hiper interessante. Vamos ver?

Nos últimos anos, uma tendência que cresceu muito no mercado da arquitetura são as casas com estrutura de contêineres. Conhecida por ser utilizada para transportar cargas de navios, agora é usada como matéria prima de construção. As civilizações modernas estão acostumadas com casas e apartamentos em centros urbanos e com a evolução da arquitetura e engenharia, cada vez mais essa nova linha de construir ganha espaço.

Modelos de container

Existem dois tipos de contêineres, o container dry é um modelo que não vêm com revestimento interno, então haverá gastos futuros com esse fator, mas é mais em conta que a outra opção que iremos mostrar agora. A outra é o modelo reefer que já vem revestido e com controle de temperatura pronto.

Tamanhos padrão para container

Existem dois tamanhos padrões para container e são esses:
2,43 (largura) x 6,06 (comprimento) x 2,59 (altura)
2,43 (largura) x 12,19 (comprimento) x 2,59 (altura)

Vantagens da casa container

Quando você opta por usar este tipo de equipamento para sua casa a economia de gastos pode chegar a 35%. Outra vantagem importante é a velocidade que acontece a construção, em torno de 90 dias o material deve ficar pronto, para você que está com pressa para ter seu lar não há opção melhor. A resistência e durabilidade da estrutura é feita para resistir a neve, calor, frio, chuva, sol entre outras condições do tempo. Sem dúvida é um ambiente que terá uma resistência longa.

Quando você vive em um container e opta por mudar de cidade, com certeza para levar a sua casa completa com você é muita mais fácil. É possível colocar janelas para ventilação em pontos estratégicos e assim ter uma circulação de ar boa para o ambiente.

As casas construídas de containers funcionam como lego, elas permitem diversos encaixes para formar uma moradia. Por isso as formas e tamanhos podem ser variadas.

imagem: cdn2.limaonagua

Design – casa container

Nesta etapa é importante o dono do ambiente estar junto com o arquiteto responsável, medir os espaços que o container e o projeto possuem, assim na hora de colocar em prática, não haverão surpresas.

Sustentabilidade x casa container

Os containers são ambientes muito mais fáceis de se manterem limpos, do que os outros materiais de construção civil. A poluição e entulhos ao decorrer da obra são inferiores também. São tantos os fatores que levam a população optar por essa nova tendência de estrutura civil, use as orientações e aproveite sua nova casa.

Algumas fotos de casas containers

Imagem: superfluonecessario

Imagem: oceanocontainers

Gostou das dicas?

7 comentários
Postado por: Nique
tags: .
27 de março de 2017

Gel Creme Antiidade para olhos ROC C Superieur

E aí, tudo bem com vocês? E vamos focar nos posts aqui né, pois ando em falta diária aqui, os posts agora serão de segunda a sexta, vídeos aos sábados e domingo é dia de programar a semana, ok? Vamos manter assim por enquanto, mas estou pensando em colocar algumas categorias novas e dar um novo visual aqui nessa casinha né? O que vocês acham? Quais categorias gostariam que tivessem aqui?

Mais hoje é segunda-feira e vou falar de um produtinho que tenho um usado e que nem pensava em suar tão cedo, mas a idade vai chegando e os sinais do tempo aparecem, portanto essa é a resenha de hoje, sobre o Gel Creme Antiidade para olhos da Roc, que faz parte de um kit com 3 produtos: 2 para rosto e 1 para olhos, o que recebi para falar pra vocês, fiquei curiosa pra testar esses dois pra rosto. De acordo com a marca o Roc C Superieur Olhos previne e reverte os sinais de envelhecimento ao redor dos olhos. Combate linhas finas e suaviza olheiras e bolsas. Reduz o inchaço e a aparência de cansaço. Proporciona revitalização, maciez e suavidade à pele. Sua fórmula tem como base a Vitamina C mais apropriada para a pele sensível e delicada da área dos olhos e ainda possui exclusivo complexo de antioxidantes e ativadores da microcirculação que revitalizam a região. Roc C Superieur Olhos é indicado para o cuidado da área dos olhos. Pode ser utilizado em todos os tipos de pele.

Apesar de ter mais de 30 ainda não tenho muitos sinais no rosto (aleluia), mas gosto de estar criando essa rotina com a pele que nunca tive antes, pra quando as rugas chegarem, elas chegarem com calma né?, portanto tenho usado esse gel todos os dias, mas como não tenho muitos sinais não consegui visualizar a eficácia. Gosto de cuidar mais da pele durante à noite, pra descansar enquanto durmo. Ele é pra ser aplicado ao redor da área dos olhos e massagear suavemente. Tem um cheirinho muito gostosinho e leve, o aplicador é bem interessante, facilita na hora de aplicar. E essa embalagem rosinha, super fofa. Tem uma consistência bem leve.

Quanto ao valor, ele custa R$ 170,90, mas está com desconto 154,90 na loja da Kutiz, se tem uma coisa que vale a pena gastar é com produtos para pele, mas claro sempre procure orientação de seu dermatologista.

4 comentários
Postado por: Nique
tags: .
22 de março de 2017

Bullying: como acabar com esse mal

E aí, tudo bem com vocês? Desculpe a ausência, ando um tanto desanimada pra dizer a verdade, mas vim tirar a poeira daqui e deixar um post bem bacana pra quem quer ajudar o filho a não ser vítima nem praticante do bullying escolar. Hoje em dia esse assunto é um dos mais falados nas reuniões escolares e acho que é bom a gente saber lidar não é mesmo?

Foto: Shutterstock

Bullying” é um termo que vem do inglês para designar atitudes repetitivas de agressão física e verbal exercidas por uma ou mais pessoas tenham como objetivo intimidar um terceiro que não tem como se defender.
O bullying pode acontecer em qualquer ambiente ou contexto em que haja interação de pessoas, como locais de trabalho, vizinhança, academias e até mesmo dentro da família.
Porém, varrer o bullying para baixo do tapete não ajuda nem a vítima a superar esse desafio nem seus praticantes a perceber como esse comportamento é inadequado – pelo contrário: a negação do problema tende a piorar suas consequências, resultando em um ambiente contaminado, adultos agressivos ou com baixa autoestima e, nos casos mais graves, até mesmo em suicídio.
Por isso, é papel de toda a comunidade, incluindo escola e família, trabalhar junto para combater o bullying escolar. Veja as dicas do Colégio São Judas Tadeu, escola na Mooca, para acabar com esse mal.

1. Saiba reconhecer o bullying e faça com que seu filho também saiba
O primeiro passo para combater o bullying é saber identificar quando ele acontece. Preste atenção no comportamento do seu filho: as vítimas de bullying costumam se isolar no quarto, demonstram irritação com os pais, choram muito e inventam motivos para não ir à escola.

Os agressores, por sua vez, costumam ser muito populares no ambiente escolar, embora também sejam agressivos com os colegas, os professores e os pais. Eles geralmente contam com um grupo de seguidores.
É importante conversar sobre o bullying com as crianças, debatendo com eles as formas como o problema se manifesta. Deixe seus filhos confortáveis para se comunicarem com você.

2. Estimule seu filho a reportar o bullying
Caso seu filho esteja sendo vítima dos agressores, ele deve se sentir confiante para reportar o bullying aos pais e aos professores para que as devidas providências sejam tomadas. A criança deve ter claro que os adultos estão dispostos a ajudá-la.

Muitas vezes, os pais e a escola se omitem por acreditar que o bullying é apenas uma provação que servirá para fortalecer a criança no futuro, mas isso é uma inverdade. Se as crianças sentirem que seus pais veem as agressões dessa forma, elas evitarão contar a eles sobre o problema pelo qual estão passando. Seja direto: pergunte ao seu filho se foi tudo bem na escola e se existe algo ou alguém que esteja lhe perturbando.

Caso seu filho relate que esta sendo vítima de agressões, mantenha a calma e evite a todo custo enfrentar o valentão diretamente. O melhor a se fazer é conversar com o professor e, se necessário, marcar uma conversa com os pais da criança que está agredindo seu filho. Mantenha-se calmo para que a reunião seja o mais proveitosa possível.

3. A empatia também deve ser ensinada
Em geral, os pais temem que seus filhos sejam vítimas de bullying e acabam se esquecendo de que seus filhos também podem ser praticantes – algo que certamente é muito dolorido para qualquer família.
Crianças que praticam bullying levam a agressividade consigo com a passagem dos anos e, em geral, tem muita dificuldade para estabelecer relacionamentos pessoais e para se manter em um trabalho.
Não é nada fácil reconhecer que seu filho apresentar um comportamento inadequado, mas você pode ajudá-lo a ter empatia pelos colegas com alguns hábitos. O primeiro ponto a ser observado é a que a autoridade dos pais não deve ser exercida por meio da violência, pois a criança vai aprender que a agressão é o caminho para resolver suas frustrações e será inevitável que ela aja dessa mesma maneira com as outras pessoas.
Além disso, é preciso dar o exemplo: de nada adianta dizer à criança que ela deve respeitar colegas e professores se elas frequentemente presenciam seus pais desrespeitando vizinhos, prestadores de serviços, um ao outro e a elas próprias.
Ainda, deixe claro que presenciar ou incentivar um colega a praticar bullying, mesmo que a criança em si não pratique a agressão, também é um comportamento inaceitável.

4. Vítimas de bullying precisam de ajuda psicológica
O bullying escola não é apenas uma brincadeira de mau gosto entre as crianças, podendo ter consequências muito sérias. Por isso, as vítimas dessas agressões muitas vezes precisam de acompanhamento profissional de um psicólogo para se livrar dos danos emocionais sofridos.
O trabalho com o psicólogo ajuda a reconstruir a autoestima e treina a criança para lidar com suas emoções de uma forma mais saudável. Além disso, esse profissional será capaz de indicar aos pais quando é necessário tomar uma medida drástica como a troca de escola.

5. Praticantes de bullying também precisam de ajuda psicológica
Existe um mito de que os praticantes de bullying se sentem mal consigo mesmos e, por isso, agridem outras pessoas. A verdade, porém, é que o agressor sente prazer ao perceber o medo e a opressão de sua vítima. Em alguns casos, o agressor mostra satisfação ao praticar crueldades contra pessoas e mesmo animais.

O praticante de bullying precisa de ajuda psicológica para aprender a transformar sua raiva e frustração em diálogos e ações construtivas em vez de gerar sofrimento para outras pessoas. Se esse comportamento não for corrigido, a tendência é que ele continue por toda a vida, resultando em um adulto agressivo e inapto a lidar com suas emoções e responsabilidades.

6. Esteja atento ao bullying virtual
Hoje em dia, com a presença dos celulares e internet móvel, o bullying escolar muitas vezes acaba indo parar também no ambiente virtual. As agressões físicas e psicológicas que antes ficavam restritas ao ambiente da escola passaram a ser praticadas também no meio digital.
Não são raros os casos de crianças e adolescentes perseguidos nas redes sociais e nos aplicativos de mensagens instantâneas, como o WhatsApp. Xingamentos, montagens com a imagem da vítima e ameaças são algumas das formas do bullying virtual, e os pais devem estar atento a elas também.

E então, você já sofreu bullying ou conhece quem tenha sofrido?

10 comentários
Postado por: Nique
tags: .


{Editar Fotos Online de Maneira Simples e Gratuita}